Notícias

Imagem

Ato em defesa da Justiça do Trabalho reúne centenas de pessoas em Curitiba. Metalúrgicos também estiveram presentes!

Na tarde desta segunda-feira (21), Curitiba foi palco de mais um ato histórico em defesa da Justiça do Trabalho. Com centenas de pessoas reunidas na sede do Fórum da Justiça do Trabalho, a manifestação reuniu representantes de dezenas de entidades envolvidas diretamente na causa. 

O ato foi organizado pela Ordem dos Advogados do Brasil, Associação de Advogados Trabalhistas do Paraná (AATPR), Associação de Advogados Trabalhistas (ABRAT) e Sindicato dos Trabalhadores da Justiça do Trabalho (Sinjutra). O ato também teve apoio da Associação dos Magistrados do Trabalho (AMATRA) da 9ª Região, Tribunal Regional do Trabalho do Paraná (TRT-PR) e Ministério Público do Trabalho (MPT). 

De acordo com a organização o protesto é uma resposta direta a fala do presidente da República, Jair Bolsonaro, que declarou a possibilidade do seu governo acabar com a Justiça do Trabalho.

Quem esteve presente destacou que a proposta do governo não só é inconstitucional, mas também se baseia em informações incorretas, como é o caso da afirmação falsa de que a Justiça do Trabalho só existiria no Brasil, quando na verdade existe em dezenas dos principais países do mundo.

Metalúrgicos da Fetim na luta!

Os Metalúrgicos da Grande Curitiba (SMC), filiados à Força Paraná e à Fetim, também estiveram presentes no ato e reforçaram a luta pela Defesa da Justiça do Trabalho.

Segundo Nelsão da Força, vice-presidente do SMC, “todo cidadão e trabalhador deve se envolver nesta causa, pois a Justiça do Trabalho é um órgão que impacta diretamente a sua vida, o seu salário, os seus direitos e as conquistas da sua família. Sem ela, muitos trabalhadores estarão ameaçados e sem garantias de que no fim do mês terão um salário ou condições dignas de trabalho”. 

Comente esta notícia